29 de nov de 2011

Namoro cristão


A pessoa cristã deve ter muito cuidado quando a questão é namoro, pois aquele que deseja agradar a Deus deve ter a consciência de que precisa se manter distante dos desejos carnais. Como afirmam as Escrituras Sagradas: “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas; mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas.” (1 Coríntios 6:12)
A escritora Tânia Rubim, autora do livro “Escolhida Para o Altar”, fala sobre o namoro cristão. “Quem coloca os limites é o seu temor a Deus; ele que vai determinar até onde você pode ou deve chegar. Se você vê que certas atitudes ou situações, vão te levar ao pecado ou te podem fazer cair, então você tem que fugir delas”, ressalta.
Tânia Rubim se recorda da época em que ainda namorava. “Quando eu namorava, o pastor sempre ensinava que os casais de namorados deveriam namorar, com a Bíblia no meio. Mas como assim? Vou andar com a Bíblia na rua sempre que estou com meu namorado? Não! O que o pastor queria dizer era que, sempre que estivéssemos juntos, jamais poderíamos esquecer a Palavra de Deus e Seus ensinamentos para não desagradá-Lo. O temor a Deus iria ser o nosso freio”, conta.
Confira algumas dicas de Tânia Rubim para que o casal de namorados não caia em tentação:
- Evite ficar em lugares isolados, sem ninguém por perto. Eu me lembro que quando namorava na sala, minha irmã e minha mãe sempre estavam por perto. Ter uma “velinha” é sempre bom;
- Beijos prolongados também são perigosos, melhor evitá-los;
- Nunca ficar no escurinho;
- Nada de mãos passeando pelo corpo um do outro;
- Não ficar com o corpo grudado um no outro;
- Respeitar os horários impostos pelos pais;
- Quando sair, ir a lugares públicos; não ficar em locais reservados, sozinhos.

Nenhum comentário: