21 de jun de 2011

Qual a Importância do Conhecimento sobre o Amor?





Dando uma pesquisada, achei um texto com algumas definições para os "tipos de amor" e até me baseando na Bíblia cheguei conclusão que... o amor deve ser levado a sério. O amor hoje em dia é assunto de muitas músicas, filmes, livros, contos, etc. Mas a que tipo de amor eles se referem? Afinal o que é amor?


Tipos de amor:
Eros: originado na Grécia antiga, é relacionado ao desejo carnal. Eros, o filho da Deusa da Beleza Vênus, encantava a todos com a sua presença viril.
Ágape: amor divino, É o amor fraternal, cristão, um amor altruísta, onde todo sacrifício e atenção estão voltados para atender o outro.
Lúdico: É divertido, descontraído, o prazer do conhecimento mútuo, do estar juntos.
Mania ou amor de dependência: esse amor se baseia no sentimento de controle e posse. A ansiedade, a angústia, as inseguranças estão sempre atormentando a relação que não cresce. É um amor verdadeiro porém refém, de seu desgaste natural.
Amor Pragma ou Lista de Compras. Baseia-se com fundamentos racionais e práticos. É necessário que convicções políticas, religiosas e sociais sejam compatíveis. É a relação onde ambos possuem interesses além da relação, ou seja, comodidade de estarem juntos, troca de favores.


Porém, eu não concordo com o que a psicologia diz sobre todos esses tipos de amor, o apóstolo Paulo, nos ensina sobre o amor no livro de Coríntios.


"O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece." ... "O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá." ... "Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine." ... "E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria." ... "E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria."


Paulo não se refere ao amor de homens e mulheres apenas, nessa linha de raciocínio, é interessante lembrar que Paulo nunca se casou, o compromisso dele era com as almas. Você percebe a importância disso?


O motivo de você começar a ter interesse em aprender o que é o amor de verdade é simplesmente o fato de você não acabar como muitos e ser enganado pelo "sentimento."
Como exemplo desse "sentimento" analisamos a letra da música Religião do Capital Inicial para entendermos melhor como não cair nessa armadilha.


Aquele beijo, aquele ato Dois corpos uma alma um fato
(Nessa estrofe, o autor se refere a um acontecimento que de alguma maneira foi especial para ele, portanto inesquecível, e acabou deixando entrar esse sentimento)
De prazer de te encontrar
Minha religião é amar
(A partir desse momento, aquilo passou a ser para ele tudo de mais importante em sua vida, se tornou uma religião.)
Tente lembrar, tente entender
Qual é a sina de se viver
Se não é amor, Deus escondeu, g
uardou as chaves e depois perdeu
(Então, como se estivesse vivendo em um mundo paralelo, a sua visão mudou e a sua forma de ver o mundo. Por um lado você pode até achar isso uma coisa boa, mas uma hora ele irá acordar desse "sonho" e perceber os estragos q ele causou.)

Sou devoto dessa crença
É um fanatismo É uma doença
Sou viciado, não quero cura, q
uero overdose e morrer na sua
(No auge da sua perdição, o autor cita que como uma droga é esse amor... Você não precisa ser muito inteligente para saber os estragos que causam as drogas. Também leve em consideração o fato de ele preferir morrer na "dela", ou seja, já está a ponto de considerar esse amor maior que a vida. Para alguém que não tem noção de razão, fé e sentimento; a primeira impressão uma música romântica. Que mulher não gostaria de ouvir isso de um homem? Porém, para quem tem conhecimento do amor verdadeiro, no que acreditamos, é apenas uma declaração de óbito do autor. Note também a relação que tem a letra dessa música com os poemas românticos da segunda geração do romantismo na literatura, o "mal do século", onde a mulher amada era exaltada e o autor completamente humilhado e desmotivado pelo fato do seu desejo estar tão longe do seu alcance. Lembre - se: nessa época era muito comum a overdose, o suicídio e a morte precoce desse tipo de autor)

Nenhum comentário: